Remdesivir e lopinavir/ritonavir frente ao novo coronavírus: breve revisão

Lara Beatriz Ferreira, Daniela Fernandes Ramos

Resumo


O novo vírus, denominado SARS-CoV-2, causador da COVID-19, demonstrou alta capacidade de transmissibilidade e infectividade. Devido à inexistência de uma vacina e tratamentos específicos para a COVID-19, até o momento, as pesquisas e estudos clínicos têm redirecionado medicamentos já avaliados frente a outras doenças, para o combate do novo coronavírus. Alguns medicamentos que possam ser promissores no combate de doenças virais, têm sido alvo de estudos devido aos avanços técnico-científicos em relação aos seus mecanismos de ação e dos resultados experimentais e clínicos já obtidos, como é o caso dos fármacos Remdesivir, Lopinavir e Ritonavir. Esse trabalho teve como objetivo realizar uma revisão breve na literatura científica, incluindo estudos que abordassem antivirais como possíveis fármacos promissores no combate ao SARS-CoV-2. Nesse sentido, diante dos estudos analisados, foi demonstrado que os resultados do uso de Remdesivir frente à COVID-19 se mostraram candidatos para o tratamento da SARS-CoV-2. Já os antivirais Lopinavir/Ritonavir, parecem ter eficácia contra o SARS-CoV-2, além do que, quando associados a outros medicamentos, também podem ser efetivos contra doenças causadas por coronavírus. Mesmo com evidências científicas quanto a possibilidade de reposicionar alguns destes antivirais como alternativa farmacológica no manejo dos casos desta pandemia causada por SARS-CoV-2, são necessárias maiores investigações pré-clínicas e clínicas para nortear o uso destes compostos como estratégias terapêuticas frente a esta nova pandemia.

Palavras-chave


COVID-19; Terapia; Antimicrobianos; Antivirais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/vittalle.v32i1.11572

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ