NEUROECONOMIA: PERSPECTIVA HISTÓRICA, PRINCIPAIS CONTRIBUIÇÕES E INTERPRETAÇÕES PARA A TEORIA ECONÔMICA

Dinorá Baldo de Faveri, Max Cardoso de Resende

Resumo


Este artigo faz um levantamento da literatura existente sobre neuroeconomia, com o objetivo de apresentar as suas descobertas e visões do comportamento humano e como elas se diferenciam da abordagem clássica, em especial, no processo de tomada de decisão. As descobertas da neuroeconomia permitem indagar a abordagem tradicional da aversão ao risco, preferência temporal e altruísmo através do uso de técnicas de medição de atividade cerebral que realçam as partes do cérebro envolvidas na resolução de problemas. Entre as principais contribuições, destacam-se: (i) a premissa de utilidade direta dada ao dinheiro, contrário ao suposto pela economia clássica, ao mostrar que os efeitos dos neurotransmissores (hormônios) são ativados por uma grande variedade de elementos reforçadores, como rostos de pessoas atraentes, desenhos, carros esportivos, cocaína e dinheiro em espécie, e; (ii) o processo de tomada de decisão é, na verdade, uma questão de entendimento de como o corpo e o cérebro respondem e usam informação sobre incerteza. Destaca-se, também, que, embora a neuroeconomia seja um campo de estudo relativamente novo, suas contribuições se enaltecem pelo fato de fornecer novas formas de analisar o processo decisório e aprofundar o debate sobre o comportamento dos agentes quanto às suas escolhas.

Palavras-chave


Neuroeconomia; Escolha do consumidor; Tomada de decisão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17648/sinergia-2236-7608-v24n1-9042

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


SINERGIA, ISSN eletrônico: 2236-7608 / ISSN impresso: 0102-7360, Rio Grande, Brasil

.......

Indexadores

PROPESQ PROPESQ Genamics JournalSeek PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ AmeliCA