<b>A validade da paridade do poder de compra no Brasil Pós-Plano Real. </b>

Autores

  • Flavio Tosi Feijó
  • Rodrigo Rabassa Morales

Palavras-chave:

Paridade do Poder de Compra (PPC), Brasil, Plano Real

Resumo

Este artigo analisa a validade da Paridade do Poder de Compra (PPC) no Brasil em um período caracterizado por baixas taxas de inflação e abertura comercial. Com dados mensais de 1994 a 2006, utilizaram-se as metodologias de verificação de raiz unitária e co-integração para testar a PPC nas séries dos índices de preços e taxa de câmbio entre Brasil e EUA. Para o período total não se verificou a PPC devido a quebra estrutural ocasionada pela troca de regime cambial ocorrida no Brasil em janeiro de 1999. Para o período anterior a troca de regime obteve-se co-integração, entretanto, para o período posterior não foi encontrada nenhuma relação de equilíbrio de longo prazo. Isso pode ser reflexo do curto período considerado, uma vez que a PPC é um conceito de longo prazo e, também, do regime cambial adotado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flavio Tosi Feijó

possui graduação em Ciências Econômicas pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1993), mestrado em Economia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) e doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Atualmente é professor adjunto da Fundação Universidade Federal do Rio Grande. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Internacional, atuando principalmente em pesquisas relacionadas com exportações Brasil-Argentina, Mercosul, cointegração, Equilíbrio Geral Computável (GTAP), Alca, Protocolo de Quioto e emissões de CO2.

Rodrigo Rabassa Morales

Funcionário da Universidade Federal de Pelotas

Downloads

Publicado

2011-06-28

Como Citar

Feijó, F. T., & Morales, R. R. (2011). &lt;b&gt;A validade da paridade do poder de compra no Brasil Pós-Plano Real. &lt;/b&gt;. SINERGIA - Revista Do Instituto De Ciências Econômicas, Administrativas E Contábeis, 12(1), 39–49. Recuperado de https://periodicos.furg.br/sinergia/article/view/794

Edição

Seção

Artigos