A validade da paridade do poder de compra no Brasil Pós-Plano Real.

Flavio Tosi Feijó, Rodrigo Rabassa Morales

Resumo


Este artigo analisa a validade da Paridade do Poder de Compra (PPC) no Brasil em um período caracterizado por baixas taxas de inflação e abertura comercial. Com dados mensais de 1994 a 2006, utilizaram-se as metodologias de verificação de raiz unitária e co-integração para testar a PPC nas séries dos índices de preços e taxa de câmbio entre Brasil e EUA. Para o período total não se verificou a PPC devido a quebra estrutural ocasionada pela troca de regime cambial ocorrida no Brasil em janeiro de 1999. Para o período anterior a troca de regime obteve-se co-integração, entretanto, para o período posterior não foi encontrada nenhuma relação de equilíbrio de longo prazo. Isso pode ser reflexo do curto período considerado, uma vez que a PPC é um conceito de longo prazo e, também, do regime cambial adotado.

Palavras-chave


Paridade do Poder de Compra (PPC), Brasil, Plano Real

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


SINERGIA, ISSN eletrônico: 2236-7608 / ISSN impresso: 0102-7360, Rio Grande, Brasil

.......

Indexadores

PROPESQ PROPESQ Genamics JournalSeek PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ AmeliCA