<b> Um enfoque probabilístico para a análise dos demonstrativos contábeis</b>

Autores

  • Carlos Antonio de Rocchi

Resumo

A análise dos Demonstrativos Contábeis, vulgarmenete conhecida por “Análise de Balanços” começou a tomar corpo e ganhar importância, a partir das primeiras décads deste século. E, é fora de dúvidas, que este capítulo da Contabilidade ganhou notável impulso, com a divulgação do método dos quocientes. Até recentemente, e da mesma forma que a quase totalidade dos instrumentos contábeis, a análise dos Demostrativos Contábeis era feita de forma essencialmente determinística, isto é, não existindo quaisquer preocupações com a explicitação dos riscos envolvidos, e/ou do grau de dispersão previsto. Além disso, a análise dos Demostrativos Contábeis costuma ser, essencialmente, endocêntrica, no sentido de se preocupar apenas, e tão somente, com a Entidade Contábil analisasa, omitindo-se de verificar qual a posição que ela ocupa em relação a suas congêneres, concorrentes, fornecedores e aziendas consumidoras de seus produtos, ou serviços. Partindo da narrativa de uma experiência profissional, o autor propõe um modelo estocástico (probabilistico), para a análise das Demonstrações Contábeis. O modelo estuda, além da Entidade sob análise, suas concorrentes e outras empresas, que atuam no mesmo Setor Econômico, para assim avaliar a exata posição ocupada pela Entidade, os pontos fracos ou passíveis de melhoria, e suas futuras potencialidades. A avaliaçaão estocástica é feita, através da distribuição beta de probabilidades, a mesma utilizada no método PERT/CPM.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Antonio de Rocchi

Mestre em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1976) e doutor em Engenharia da Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007).

Publicado

2011-09-13

Como Citar

de Rocchi, C. A. (2011). &lt;b&gt; Um enfoque probabilístico para a análise dos demonstrativos contábeis&lt;/b&gt;. SINERGIA - Revista Do Instituto De Ciências Econômicas, Administrativas E Contábeis, 2(1), 11–38. Recuperado de https://periodicos.furg.br/sinergia/article/view/2185

Edição

Seção

Artigos