Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Eletrônica INTERAÇÕES SOCIAIS – REIS, editada pelos docentes da área de Sociologia da Universidade Federal de Rio Grande – FURG, possui como objetivo central a divulgação de resultados de pesquisas científicas na área das Ciências Sociais, com especial atenção à Sociologia, Antropologia e Ciências Políticas, bem como reflexões e ensaios teóricos de cunho inédito. Acolhe também contribuições de áreas afins, desde que os trabalhos apresentados mantenham relação com o campo das Ciências Sociais. Presume-se que as propostas de colaboração apresentadas ao periódico observem os requisitos básicos para a elaboração de um texto científico e que se constituam em contribuições significativas para uma compreensão aprofundada e alternativa das temáticas abordadas. Sendo assim, as bases sobre as quais a REIS se assenta são a pluralidade de expressão e o reconhecimento da multidisciplinaridade teórica e metodológica.

A REIS se estrutura tanto em números temáticos quanto multitemáticos livres, sendo editada em formato eletrônico e publicada em caráter semestral. Aceita para publicação artigos científicos ou resenhas (estruturadas em forma de confrontos ou comparações entre distintos autores), bem como propostas para a edição de dossiês temáticos. O idioma da publicação é o português, mas também serão aceitos artigos em espanhol.

 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Apresentação

Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenha

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Nota de Pesquisa

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Expediente

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A publicação dos trabalhos enviados à REIS está sujeita à aprovação prévia por parte da Comissão Editorial Executiva da revista. Após a análise prévia os textos são submetidos à avaliação do tipo peer review feita por, pelo menos, dois avaliadores externos, os quais serão selecionados de acordo com a vinculação junto aos temas e conteúdo do trabalho. Os pareceristas são cadastrados na revista de acordo com pesquisa prévia na plataforma Lattes, considerando-se os interesses de investigação, os assuntos trabalhados e as palavras chave vinculadas à sua produção. Nesta perspectiva, o processo de avaliação dos trabalhos submetidos à REIS obedece ao seguinte fluxo:

1)      Após submetidos através do portal eletrônico da revista, os originais são encaminhados à Comissão Editorial Executiva, que na análise inicial avalia se o trabalho está de acordo com as diretrizes da publicação e formatado segundo as normas do periódico.

2)      Se aprovado, o texto é submetido à avaliação cega (sem identificação de autores) por parte de dois pareceristas externos.

3)      De acordo com a política de avaliação da REIS, os pareceres possíveis são: (i) aprovar; (ii) aprovar com necessidade de revisões; (iii) submeter novamente para avaliação; (iv) rejeitar.

4)      Em caso de aprovação ou rejeição unânime esta decisão é acatada pela editoria da revista. Em caso de aprovação por apenas um dos pareceristas os originais serão enviados a um terceiro avaliador externo que decidirá sobre o resultado final da avaliação. Se aprovado, o trabalho segue para publicação. Se reprovado, cabe a Secretaria Executiva comunicar, de forma breve, através de correio eletrônico, os motivos da não publicação do trabalho ao autor.

5)      No caso dos trabalhos aprovados com necessidade de revisões, os textos poderão ser publicados sem a necessidade de novo parecer, desde que os autores promovam as alterações solicitadas pelos avaliadores. Por sua vez, no caso de propostas cuja avaliação recomenda nova submissão, os trabalhos serão novamente enviados para o(s) parecerista(s) que solicitou(aram) as referidas alterações.

6)      O recebimento dos trabalhos será informado pela Comissão Editorial Executiva em até 2 (dois) dias úteis. Os comentários feitos pelos pareceristas serão informados aos autores, juntamente com o parecer do avaliador, em até 120 (cento e vinte) dias corridos da data de submissão de propostas. Após a emissão do parecer, os autores terão até 30 (trinta) dias para submeter a versão final do artigo com as alterações consideradas necessárias.

 

Periodicidade

Editada de maneira semestral, a publicação tem o propósito de veicular artigos científicos de conteúdo inédito nas áreas de Sociologia, Antropologia e Ciência Política, mas também acolhendo contribuições oriundas de áreas afins cuja temática se articule com o campo das Ciências Sociais.

 

Política de Acesso Livre

A Revista Eletrônica INTERAÇÕES SOCIAIS (REIS) oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Revista Eletrônica Interações Sociais

A Revista Eletrônica INTERAÇÕES SOCIAIS – REIS, editada pelos docentes da área de Sociologia da Universidade Federal de Rio Grande – FURG, possui como objetivo central a divulgação de resultados de pesquisas científicas na área das Ciências Sociais, com especial atenção à Sociologia, Antropologia e Ciências Políticas, bem como reflexões e ensaios teóricos de cunho inédito. Acolhe também contribuições de áreas afins, desde que os trabalhos apresentados mantenham relação com o campo das Ciências Sociais. Presume-se que as propostas de colaboração apresentadas ao periódico observem os requisitos básicos para a elaboração de um texto científico e que se constituam em contribuições significativas para uma compreensão aprofundada e alternativa das temáticas abordadas. Sendo assim, as bases sobre as quais a REIS se assenta são a pluralidade de expressão e o reconhecimento da multidisciplinaridade teórica e metodológica.

A REIS se estrutura tanto em números temáticos quanto multitemáticos livres, sendo editada em formato eletrônico e publicada em caráter semestral. Aceita para publicação artigos científicos ou resenhas (estruturadas em forma de confrontos ou comparações entre distintos autores), bem como propostas para a edição de dossiês temáticos. O idioma da publicação é o português, mas também serão aceitos artigos em espanhol.

 

Chamadas em Aberto

A Revista Eletrônica Interações Sociais (REIS) está recebendo contribuições para sua quarta edição, a qual será composta por artigos de Fluxo Contínuo e pelo Dossiê Temático intitulado “Religiões, religiosidades e mundo contemporâneo”. O prazo para envio dos textos encerra-se em 30 de novembro de 2018.

 

Dossiê Religiões, religiosidades e mundo contemporâneo

As representações humanas do sagrado sempre constaram no repertório analítico das ciências sociais. Na formação deste quadro teórico, diversas transformações foram refletidas com base na observação de diferentes padrões de sociabilidade, solidariedade e desenvolvimento das forças produtivas, mas especialmente a partir de novas configurações através das quais as relações entre religião e sociedade se encontravam profundamente afetadas. Não apenas a disseminação de uma racionalidade econômica pertinente a novos arranjos societários possibilitou inferências sobre a destituição da religião como principal sistema de explicação do real, mas ainda os mecanismos de dessacralização da normatividade jurídico-política e o consequente apartamento das relações religião / Estado suscitaram a ideia de um deslocamento do religioso na direção do privado.

Contudo, no que se refere à realidade contemporânea, diversos desses aspectos têm sido colocados sob rasura, as próprias teses da modernidade secular tendo sido retrabalhadas. Por um lado, observam-se novos formatos de crença e adesão religiosa, conforme modelos de experiência do sagrado mais pessoais e menos regulados institucionalmente, proliferando-se sincretismos e fluxos religiosos múltiplos e complexos: o regresso do religioso a consciências supostamente seculares. Por outra via, a própria pluralidade decorrente dos processos de secularização engendrou um quadro favorável à proliferação de pertenças religiosas que se cruzam e se atritam, não raramente demandando a mediação estatal: o retorno da religião aos espaços públicos.

É com intuito de compreender e adensar o debate sobre tais relações que a Revista Interações Sociais propõe este Dossiê. Em tal horizonte, interessam colaborações que versem sobre os novos formatos de adesão e experiência humana do sagrado, os atuais sincretismos, arranjos e fluxos religiosos, as relações tensas do campo religioso contemporâneo, as formas alternativas de presença da religião na esfera pública ou ainda as propostas teóricas compatíveis com o estudo das religiões e religiosidades na situação hodierna.

Organizadores:

Maria Cláudia Rodrigues – Doutora em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais UNISINOS – RS /Brasil.

Adimilson Renato da Silva – Doutorando em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais UNISINOS – RS /Brasil.

Prazo limite para envio de textos: 30 de novembro de 2018