O DASP e o combate à ineficiência nos serviços públicos: a atuação de uma elite técnica na formação do funcionalismo público no Estado Novo (1937-1945).

Autores

  • Fernanda Lima Rabelo UFRJ

Palavras-chave:

DASP. Estado Novo. Administração pública

Resumo

O Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) foi um órgão criado
em 1938 pelo governo de Getúlio Vargas (1930-1945), com o objetivo de diminuir a
ineficiência do funcionalismo público federal e reorganizar a administração pública. No
Departamento, surgiu uma elite técnica responsável pela reestruturação de todo o
funcionalismo público federal, e que tentou promover mudanças no trabalho, principalmente
na forma de ingresso, carreira e organização das repartições públicas, centralizando
decisões. Vistos como “agentes de Vargas” na centralização burocrática promovida, os
técnicos administrativos do DASP eram criticados pelo funcionalismo e, ao mesmo tempo,
exaltados dentro da máquina burocrática do Estado Novo (1937-1945). Este artigo analisa o
papel dos técnicos na promoção de uma nova mentalidade pública no funcionalismo federal
neste período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Lima Rabelo, UFRJ

Graduação e licenciatura em História pela Universidade Federal Fluminense (2004), mestre em História Social pelo Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006) e doutoranda em História Social pelo mesmo programa (início em 2009).

Downloads

Publicado

2015-05-31

Como Citar

Rabelo, F. L. (2015). O DASP e o combate à ineficiência nos serviços públicos: a atuação de uma elite técnica na formação do funcionalismo público no Estado Novo (1937-1945). Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 3(6). Recuperado de https://periodicos.furg.br/rbhcs/article/view/10454