<b>Os efeitos nas trajetórias docentes da política de expansão do ensino primário (SEDEP): memórias de uma professora em Novo Hamburgo/RS (1961)</b>

Autores

  • José Edimar Souza UNISINOS FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA

Palavras-chave:

Memória. Ensino primário. Educação rural.

Resumo

Esse estudo tem como objetivo entender, através das memórias da professora Telga Bohrer, os efeitos da implantação do SEDEP (Serviço de Expansão do Ensino Primário) e o desenvolvimento do ensino primário na localidade de Lomba Grande – Novo Hamburgo em 1961. A pesquisa, de natureza qualitativa, utiliza a metodologia da História Oral, valendo-se de entrevistas semiestruturadas. A partir das memórias desta professora percebem-se fragmentos de uma política pública de expansão do ensino no Rio Grande do Sul, no governo de Leonel Brizola, cujos efeitos foram de ampliação do acesso a escola para alunos e novos professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Edimar Souza, UNISINOS FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA

GRADUADO EM HISTÓRIA - UNISINOS ESPECIALISTA EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO - UFRGS ESPECIALISTA EM PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL - UNIVERSIDADE FEEVALE MESTRE EM EDUCAÇÃO - UNISINOS DOUTORANDO EM EDUCAÇÃO - UNISINOS, Bolsista PROEX/CAPES É ASSESSOR PEDAGÓGICA DA SMED/NOVO HAMBURGO E TÉCNICO EM EDUCAÇÃO DA FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA DE NOVO HAMBURGO

Downloads

Publicado

2012-05-03

Como Citar

Souza, J. E. (2012). &lt;b&gt;Os efeitos nas trajetórias docentes da política de expansão do ensino primário (SEDEP): memórias de uma professora em Novo Hamburgo/RS (1961)&lt;/b&gt;. Historiæ, 3(2), 198–212. Recuperado de https://periodicos.furg.br/hist/article/view/2896

Edição

Seção

Dossiê