A cidade "genderizada": Lisboa e o contexto de afirmação política da dinastia de Avis no século XV

Mariana Bonat Trevisan

Resumo


Ao longo das últimas décadas, as reflexões acerca das questões de gênero apontam para uma percepção mais ampla dos objetos de estudo possíveis, bem como para a complexidade que envolve as interações entre gênero e outros domínios das relações sociais, tal como o da política. Nosso objetivo neste artigo é justamente tratar de como concepções e relações de gênero são trabalhadas a fim de embasar a construção de uma representação política no Portugal do baixo medievo. Portanto, procuramos analisar como a caracterização feminina da cidade de Lisboa pelo cronista Fernão Lopes (servidor da dinastia de Avis na primeira metade do século XV) insere-se no discurso memorialístico de legitimação desta nova casa real que havia se instaurado no reino ao final do século XIV.

Palavras-chave


Lisboa. Identidade de gênero. Afirmação política. Crônica régia. Dinastia de Avis.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Historiæ, ISSN 1519-8502, E-ISSN 2238-5541, Rio Grande/RS, Brasil