<b>Como interpretar os textos do passado: aspectos da visada teórica de Quentin Skinner</b>

Autores

  • Thiago Rodrigo Nappi

Palavras-chave:

Teorias das interpretações de textos. Contextualismo linguístico. Quentin Skinner. Thomas Hobbes.

Resumo

Após apresentar uma breve caracterização do que ficou conhecido como Ideia da Tradição, a análise visa a demonstrar as ideias centrais do Contextualismo Linguístico da escola histórica do pensamento político de Cambridge, por meio do seu mais expressivo autor, Quentin Skinner. O estudo considera alguns dos preceitos básicos do pensamento skinneriano, sem no entanto contrapô-los às suas respectivas críticas. Os pressupostos do historiador inglês são retratados especialmente em relação aos seus estudos referentes a Thomas Hobbes, utilizados como exemplificações à sua metodologia de investigação dos textos políticos do passado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Rodrigo Nappi

Graduação em Ciências Sociais (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Estadual de Londrina.

Downloads

Como Citar

Nappi, T. R. (2012). &lt;b&gt;Como interpretar os textos do passado: aspectos da visada teórica de Quentin Skinner&lt;/b&gt;. Historiæ, 2(2), 153–162. Recuperado de https://periodicos.furg.br/hist/article/view/2495

Edição

Seção

Artigos