<b>Interpretações de textos: algumas notas esparsas sobre a história do pensamento político </b>

Autores

  • Marcos Antônio Lopes

Palavras-chave:

Teorias interpretativas. Pensamento político. Linguagem e ação política. Quentin Skinner.

Resumo

A essência da argumentação desenvolvida neste ensaio está centrada no desenvolvimento de alguns dos pressupostos teóricos elaborados pelo historiador Quentin Skinner. Sem explorar os “modelos alternativos” de interpretação de textos ou a análise das críticas ao contextualismo linguístico, apresento e discuto apenas alguns elementos que compõem o núcleo da teoria interpretativa de textos políticos, conforme formulada pelo historiador inglês. Nesse sentido, avalio os pressupostos que o autor, ainda hoje, julga necessários aos que se ocupam em perceber, nos textos clássicos da política, as peculiaridades que nos separam da cosmovisão e das formas de linguagem pertencentes a sociedades de tempos remotos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Antônio Lopes

Graduação em História - Bacharelado e Licenciatura pela Universidade de São Paulo (2001 e 2003). Mestrado em História - História Social pela Universidade de São Paulo (2006). Temas de Interesse: História da Espanha Medieval e Moderna. Áreas de Interesse: Inquisição e Representações Políticas, história da magia, história do teatro e da literatura do Século de Ouro espanhol.

Mais informações: Currículo Lattes

Downloads

Como Citar

Lopes, M. A. (2012). &lt;b&gt;Interpretações de textos: algumas notas esparsas sobre a história do pensamento político &lt;/b&gt;. Historiæ, 2(2), 65–74. Recuperado de https://periodicos.furg.br/hist/article/view/2490

Edição

Seção

Dossiê