<b>Salário, inflação e subversão: a visão da grande imprensa do Rio de Janeiro sobre o aumento de 100% do salário mínimo durante o Segundo Governo Vargas</b>

Autores

  • Luis Carlos dos Passos Martins

Palavras-chave:

Getúlio Vargas. Trabalhismo. Populismo. Imprensa.

Resumo

O artigo analisa a forma como a grande imprensa considerada "liberal" do Rio de Janeiro abordou o projeto de aumento de 100% do salário mínimo, aprovado em maio de 1954, pelo presidente Getúlio Vargas. Essa polêmica medida recebeu forte oposição dos setores mais conservadores da sociedade brasileira e mesmo da classe média, sendo considerada um dos fatores que precipitaram a queda do presidente. Dessa maneira, tendo em vista a complexidade que envolve o tema, articulando elementos econômicos, políticos e mesmo do imaginário social da época, oferece uma boa oportunidade de compreender como os grandes jornais representavam o governo de Getúlio, especialmente no que se refere às suas relações com o trabalhismo e, especialmente, o populismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Carlos dos Passos Martins

Doutorado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS. Atualmente é bolsista de pós-doutorado no Programa de Pós-graduação em História pela mesma Universidade

Downloads

Como Citar

Martins, L. C. dos P. (2011). &lt;b&gt;Salário, inflação e subversão: a visão da grande imprensa do Rio de Janeiro sobre o aumento de 100% do salário mínimo durante o Segundo Governo Vargas&lt;/b&gt;. Historiæ, 2(1), 137–152. Recuperado de https://periodicos.furg.br/hist/article/view/2405

Edição

Seção

Artigos