<b>O comércio ilícito no extremo-sul brasileiro na óptica da historiografia: breve estudo de caso</b>

Autores

  • Francisco Neves Alves

Palavras-chave:

Comércio ilícito. Rio Grande do Sul. História. Historiografia.

Resumo

O escritor mineiro/gaúcho Guilhermino Cesar exerceria ao longo de sua existência uma carreira que muito a contento o alocava como protótipo do intelectual de seu tempo, mormente no que tange aos campos do conhecimento histórico e literário. Desde jovem, voltou-se ao mundo das letras, e nesse âmbito promovia os ideais modernistas em terras mineiras, escrevendo sem parar, passando a publicar livros e revistas e militando incansavelmente na imprensa. Exerceu vários cargos públicos e, por causa deles, deslocou-se para o Rio Grande do Sul e o escolheu como lar adotivo. Aqui atingiu a plenitude de sua carreira literário-historiográfica, incansavelmente dedicado à pesquisa e à docência, através das quais viria a exercer indelével influência, por várias gerações a fio, no seio da intelectualidade sul-rio-grandense. Este breve estudo apresenta uma introdutória abordagem a respeito de um microcosmo da produção bibliográfica de Cesar, analisando e contextualizando seus escritos sobre o contrabando no sul do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Neves Alves

Pós-Doutorado junto ao ICES – Portugal. Professor do Instituto de Ciências Humanas e da Informação – ICHI, na Universidade Federal do Rio Grande

Downloads

Publicado

2011-12-20

Como Citar

Alves, F. N. (2011). &lt;b&gt;O comércio ilícito no extremo-sul brasileiro na óptica da historiografia: breve estudo de caso&lt;/b&gt;. Historiæ, 1(1), 131–150. Recuperado de https://periodicos.furg.br/hist/article/view/2361

Edição

Seção

Artigos