O prédio-sede da Polícia Federal do Rio Grande/RS:

reflexões a partir da educação patrimonial

Autores

Resumo

O presente artigo pretende analisar e refletir sobre a realização de uma atividade de Educação Patrimonial, desenvolvida no Prédio-sede da Polícia Federal e, também, nas dependências da Biblioteca Rio-Grandense. O edifício suscita um espaço de histórias e memórias, que revelam a cidade como um lócus histórico, social e cultural. Além disso, a materialidade da edificação aborda aspectos significantes, alusivos às relações da sociedade rio-grandina, ideais arquitetônicos do final do século XIX e início do século XX. Nesta esteira, a atividade de Educação Patrimonial delineou-se através da pesquisa histórica, estabelecendo estratégias de intervenção junto à comunidade local, estabelecendo relações cognitivas com o seu patrimônio histórico edificado. Por fim, destacamos que a presente reflexão desta experiência concreta, teve por objetivo não somente a visibilidade a esse patrimônio da cidade mas, a problematização patrimonial a partir de suas histórias e memórias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmem G. Burgert Schiavon, Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Possui graduação em História, Licenciatura Plena, pela Universidade Federal do Rio Grande (1995), Mestrado (1998) e Doutorado (2008) em História, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Atualmente, é professora da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) onde atua como docente junto ao Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em História da FURG, bem como junto aos Cursos de História, Artes Visuais e Arquivologia da FURG, sendo Coordenadora do Centro de Documentação Histórica Professor Hugo Alberto Pereira Alves (CDH-FURG) desde o ano de 2008 e coordena o Subprojeto de História do PIBID-FURG desde março de 2014. É líder no CNPq do Grupo de Pesquisa História, Memória e Patrimônio e Membro do Grupo de Pesquisa História e Memória: manifestações artísticas e patrimônios culturais (UEM); do Grupo de Grupo de Estudos em Memória, Museus e Patrimônio – GEMMUS/UFRGS e do Grupo de Pesquisa Cosmologias, lógicas de ação e manifestações expressivas de grupos afrodescendentes (UFPel). Tem experiência na área de História e Patrimônio, com ênfase na história do Brasil, atuando, principalmente, nos seguintes temas: história; memória; patrimônio; acervos; história e cultura afro-brasileira; Lei 10.639/2003; escravidão e pós-abolição.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

Schiavon, C. G. B., & Vivian da Silva Paulitsch. (2021). O prédio-sede da Polícia Federal do Rio Grande/RS:: reflexões a partir da educação patrimonial. Historiæ, 12(1), 56–78. Recuperado de https://periodicos.furg.br/hist/article/view/12994