Nexos entre indicadores sociais, espaço, tempo e ação política em Porto Alegre

Autores

  • Daniel Godoy Doutorando em Geografia - Programa de Pós-graduação em Geografia - UFRGS. Bolsista CAPES.
  • Paulo Roberto Rodrigues Soares Doutor em Geografia, Professor Associado do Programa de Pós-graduação em Geografia - UFRGS.

Resumo

Este artigo apresenta um estudo de caso da produção dos indicadores sociais na cidade de Porto Alegre observando as apropriações dos indicadores sociais na esfera institucional. A perspectiva de análise entende os indicadores sociais como “objetos técnicos” (SANTOS; 1996; MILLÉO, 2005), os abordando a partir da Teoria Geográfica. Para o caso de Porto Alegre, é possível perceber a presença de diferentes paradigmas da produção de indicadores sociais e apropriações que tornam os indicadores sociais em dispositivos de relações socioespaciais, a serem usados para fins de nexos entre controle social e ordenamento territorial, demarcando uma espacialidade e racionalidade de projeção temporal para a ação política e para as relações sociais e espaciais na cidade.

Downloads

Publicado

2019-01-31

Edição

Seção

Artigos