O samba e a cidade: uma análise sociopolítica no município de Nilópolis-RJ

Enderson Alceu Alves Albuquerque

Resumo


De pouca expressão no contexto da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ), a Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis empresta ao município que a sedia um lugar de destaque no aspecto cultural em escala nacional e mesmo internacional. Devido a essa característica e a sua importância enquanto formadora de identidade, a agremiação foi apropriada pelo grupo familiar dos Abraão-Sessim, que passaram a utilizá-la como ferramenta política, associando o nome de seus membros às ações sociais da Escola de Samba, contribuindo, dessa forma, para o domínio político desse clã na cidade. Além disso, a politização dos dirigentes da agremiação contaminou a liberdade artística dos enredos, que passaram a representar os interesses políticos dos membros dirigentes, enaltecendo a ditadura militar nos anos de 1970. Dessa forma, o trabalho em questão pretende analisar a pratica política, as articulações e o modus operandi que possibilitaram a esse clã familiar manter o controle politico da cidade, tendo como pano de fundo o uso da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis.

 

Palavras chave: Nilópolis; Escola de Samba Beija-Flor; clã Abrãao-Sessim; Domínio político.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. CaderNAU - Cadernos do Núcleo de Análises Urbanas. E-ISSN 2525-7994, ISSN 1982-2642 Rio Grande, Brasil.