O estudo dos espaços públicos metropolitanos: a praça da Alfândega em Porto Alegre o cotidiano dos agregados sociais

Luciano Fernandes Pedroso

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo estudar o cotidiano dos agregados sociais da Praça da Alfândega localizada no centro da cidade de Porto Alegre no Rio  Grande Sul. Foram investigados a partir deste espaço os aspectos relacionais, identitários, as expressões subjetivas e estéticas, as fronteiras de convivências assim como as territorializações empreendidas pelos indivíduos que compõem estes agregados sociais no espaço da Praça da Alfândega.  Além disso, esta dissertação tem como intuito  discutir as questões pertinentes sobre a função do espaço público, cidadania e dos aspectos sobre as formas de sociabilidade e de  insociabilidade nas metrópoles contemporâneas. Pode se dizer que a Praça da Alfândega, nesse mosaico de representações sociais, territórios justapostos e signos compreendem um importante lócus de análise do espaço urbano, motivo pelo fato que ela se apresenta  para as formas sociais, denominado de agregados sociais um espaço dicotômico da sobrevivência  material e da convivência social. Por esse motivo, o estudo do cotidiano dos agregados sociais presentes no espaço da  Praça da Alfândega constituem também uma investigação sobre os fenômenos urbanos contemporâneos e suas múltiplas e emergentes práticas sociais se apresentam nos estilos de vida, das formas  simbólicas e nos usos dos espaços nas grandes metrópoles.

 

Palavras-chaves: Cotidiano; agregado social; espaço urbano; Identidade.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. CaderNAU - Cadernos do Núcleo de Análises Urbanas. E-ISSN 2525-7994, ISSN 1982-2642 Rio Grande, Brasil.