Variação da atividade locomotora do ermitão Clibanarius vittatus (Bosc, 1802) em relação à dessecação, na Praia dos Pescadores, em São Sicente (SP), Brasil

Bruno Sampaio Sant´Anna, Cilene Mariane Zangrande, Ronaldo Adriano Christofoletti

Resumo


A atividade locomotora em crustáceos pode variar de acordo com as condições ambientais apresentadas. No presente estudo Clibanarius vittatus teve sua atividade locomotora avaliada em duas áreas (seca e submersa) na região intertidal da Praia dos Pescadores em São Vicente (SP) Brasil. Foram analisados 110 animais (86 na área seca e 24 na submersa), sendo que C. vittatus mostrou maior atividade no ambiente submerso em relação ao seco. A menor locomoção apresentada durante a exposição ao ar pode ser explicada pelo estresse causado em função do aumento da temperatura e da dessecação.

Palavras-chave


Clibanarius; ermitão; atividade; maré; Anomura

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5088/atlântica.v30i1.817

ATLÂNTICA (RIO GRANDE), ISSN eletrônico: 2236-7586 / ISSN impresso: 0102-1656, Rio Grande/RS, Brasil