Population features of the western Atlantic hermit crab Pagurus exilis (Anomura, Paguridae) in Brazil

Fernando Luis Mantelatto, Danillo L. A. Espósito, Mariana Terossi, Renata Biagi, Andrea L. Meireles

Resumo


Aspectos populacionais do ermitão do Atlântico oeste Pagurus exilis (Anomura, Paguridae) no Brasil

A estrutura populacional do ermitão Pagurus exilis foi estudada, na região de Caraguatatuba (23o 34’ e 23o 51’S; 45o 10’ e 45o 26’O), litoral norte de São Paulo, Brasil, pela primeira vez quanto à distribuição de freqüência de tamanho total e sazonal, razão sexual e período reprodutivo. Os animais foram coletados mensalmente durante dois anos consecutivos (2001/2003) com um barco de pesca equipado com redes “double rig”. No laboratório, os espécimes foram identificados, contados, pesados e medidos. Um total de 1963 animais foi capturado, sendo 1372 machos e 591 fêmeas (311 fêmeas não ovígeras e 280 fêmeas ovígeras). O tamanho dos animais (comprimento do escudo cefalotorácico) variou de 2,4 a 8,3 mm, e os machos foram significativamente maiores, demonstrando um dimorfismo sexual. A distribuição de freqüência de tamanho demonstrou um padrão unimodal com distribuição não-normal. A razão sexual total foi significativamente diferente do esperado, em favor dos machos (1:0,43). A maioria das fêmeas ovígeras apresentou ovos no estágio inicial de desenvolvimento, com uma pequena
porcentagem em estágios intermediário e final. O perfil encontrado apresenta uma população abundante com reprodução continua (fêmeas ovígeras ocorrendo ao longo do ano).

Palavras-chave


estrutura populacional; período reprodutivo; razão sexual; population structure; reproductive period; sex ratio

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5088/atlântica.v29i2.705

ATLÂNTICA (RIO GRANDE), ISSN eletrônico: 2236-7586 / ISSN impresso: 0102-1656, Rio Grande/RS, Brasil