Germinação e crescimento de plântulas de Hydrocotyle bonariensis Lam. (Apiaceae) em diferentes concentrações de NACL

Vivian Cristina dos Santos Hackbart, César Vieira Cordazzo

Resumo


Sementes de Hydrocotyle bonariensis Lam. (Apiaceae) foram germinadas em cinco concentrações de NaCl (zero, 15, 30, 60 e 120 mM NaCl) e três diferentes condições de estocagem (por 15, 30 e 45 dias) em água do mar (600 mM NaCl) e após transferidas para água destilada. A sobrevivência e crescimento das plântulas foram testadas em seis regimes de salinidade (zero, 5, 10, 20, 40 e 80 mM NaCl). Os testes de germinação indicaram que as sementes de H. bonariensis germinam melhor em condições de água doce, diminuindo gradualmente com o aumento na concentração de NaCl, a qual é completamente inibida em 120 mM NaCl. A biomassa das plântulas, número de folhas e tamanho da folha foram progressivamente reduzidos com o aumento na concentração de NaCl. A diminuição da viabilidade das sementes após exposição à alta salinidade, a baixa germinação e crescimento reduzido sob altas concentrações de NaCl, são provavelmente as causas determinantes da distribuição restrita de Hydrocotyle bonariensis em áreas estáveis mais afastadas da praia.

Palavras-chave


salinidade; dunas costeiras; sementes; Hydrocotyle bonariensis; salinity; coastal dunes; seeds; Hydrocotyle bonariensis

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5088/atlântica.v29i2.693

ATLÂNTICA (RIO GRANDE), ISSN eletrônico: 2236-7586 / ISSN impresso: 0102-1656, Rio Grande/RS, Brasil