Feeding of the whitemouth croaker Micropogonias furnieri (Sciaenidae; Pisces) in the estuary of the rio de la Plata and adjacent Uruguayn coastal waters

Diego Augustín Giberto, Claúdia Silvia Bremec, Eduardo Marcelo Acha, Hermes Walter Mianzan

Resumo


Ti: Alimentação da corvina Micropogonias furnieri (Sciaenidae; Pisces) no estuário do Rio da Prata e águas costeiras do Uruguai

Estudamos a dieta da corvina (Micropogonias furnieri) (Pisces) em distintos regimes de salinidade e tipos de fundo no estuário do Rio da Prata e nas águas costeiras adjacentes do Uruguai. Analisamos 258 conteúdos estomacais de organismos com 6-67 cm de comprimento total (TL) e aplicamos um índice de importância relativa das presas (IA), com base na freqüência de ocorrência e biomassa. Análises multivariadas (ANOSIM, MDS) foram usadas para detectar diferenças nas dietas entre sítios amostrais. Micropogonias furnieri apresentou uma tendência de especialização em um único tipo de presas, no caso bivalves, embora se alimente secundariamente de outros invertebrados bênticos, como poliquetas e crustáceos. A dieta variou em função do tamanho dos organismos e das áreas amostrais. O bivalvo Mactra isabelleana foi a presa principal de corvinas maiores do que 10 cm TL (%IA = 96.68), enquanto misidáceos foram a presa principal de corvinas com menos de 10 cm TL (%IA = 85.3). As análises multivariadas definiram três grupos principais de corvinas alimentando-se principalmente de M. isabelleana (formas estuarinas e de fundos marinhos lamosos), misidáceos (fundos estuarinos lamosos) e Artemesia longinaris (fundos heterogêneos, marinhos ou estuarinos). Os três grupos correspondem às estratégias tróficas de especialização, generalização ou mista. A plasticidade no comportamento de alimentação pode ser um dos fatores responsáveis pela ampla distribuição geográfica da corvina-branca, viabilizada por distintos padrões de exploração das presas.

Palavras-chave


Sciaenidae; dieta; macroinvertebrados bentônicos; Atlântico Sul Ocidental; Sciaenidae; diet; benthic macroinvertebrates;southwestern Atlantic

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5088/atlântica.v29i2.692

ATLÂNTICA (RIO GRANDE), ISSN eletrônico: 2236-7586 / ISSN impresso: 0102-1656, Rio Grande/RS, Brasil