Camarões marinhos e estuarinos (Dendrobranchiata, Stenopodidea e Caridea) no estado de Pernambuco (Brasil) e ilhas oceânicas do nordeste brasileiro

Jose Afonso Feijo Souza, Ralf Schwamborn, Aline do Vale Barreto, Ingrid Domingos Farias, Lígia Maria Gonçalves Fernandes, Petrônio Alves Coelho

Resumo


Este estudo atualiza e comenta a fauna de camarões de Pernambuco e ilhas oceânicas do Nordeste brasileiro. Resulta da compilação de literatura científica com citações novas de espécies marinhas e estuarinas de Dendrobranchiata, Stenopodidea e Caridea, ou novas localidades de ocorrência. São acrescentadas 42 espécies a uma lista prévia, totalizando 124 espécies. São mencionadas cinco famílias novas (Benthesicymidae, Disciadidae, Anchistioididae, Barbouriidae e Pandalidae). O aumento no número de espécies (51%) é devido ao aumento no esforço de amostragem e literatura resultante. Dez espécies foram omitidas nesta atualização, apesar de serem mencionadas nesta área em estudos prévios. Caridea apresentou a maior riqueza de espécies (93), Dendrobranchiata (28) e Stenopodidea (3). Dentre as 22 famílias, as que mostraram maior riqueza de espécies foram: Alpheidae (34), Palaemonidae (22), Hippolytidae (14), Penaeidae (11), e Sergestidae (8). Das 82 espécies da lista inicial, 64 foram registradas em locais novos, sendo 13 com um aumento em suas áreas de ocorrência. Nossos resultados indicam que as áreas continental e das ilhas oceânicas apresentam diferença considerável em composição e diversidade.

Palavras-chave


Crustacea; Decapoda; Pleocyemata; ocorrência; riqueza de espécies

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5088/atlântica.v33i1.2717

ATLÂNTICA (RIO GRANDE), ISSN eletrônico: 2236-7586 / ISSN impresso: 0102-1656, Rio Grande/RS, Brasil