Influência do biofilme no crescimento do camarão-rosa Farfantepenaeus paulensis em sistemas de berçário

Eduardo Luis Cupertino Ballester, Wilson Francisco Britto Wasielesky Junior, Ronaldo Olivera Cavalli, Marcos Henrique Silva Santos, Paulo Cesar Oliveira Vergne de Abreu

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do biofilme sobre o crescimento de pós-larvas do camarão rosa Farfantepenaeus paulensis em sistemas de gaiolas-berçários localizadas em uma enseada rasa do estuário da Lagoa dos Patos - RS. Pós-larvas de 2 dias (PL25) com peso médio de 14 mg, foram estocados na densidade de 300 camarões/m2 em gaiolas com 4 m2 de fundo, entre 23 de fevereiro e 25 de março de 2001. Três gaiolas formaram o tratamento “com biofilme” - CB e foram colocadas no ambiente dez dias antes do início do experimento. Outras três gaiolas compuseram o tratamento “sem biofilme” - SB onde a panagem foi trocada a cada 10 dias, minimizando a fixação do biofilme. Ao final do experimento constatou-se que não houve diferença significativa (p>0,05) entre as sobrevivências médias dos camarões nos dois tratamentos, entretanto as pós-larvas do tratamento CB tiveram um crescimento (peso úmido) significativamente maior (P<0,05) que aquelas do tratamento SB onde a fixação do biofilme foi limitada.

Palavras-chave


Farfantepenaeus; biofilme; berçário; cultivo de camarões; gaiolas; biofilm; nursery; shrimp culture; cages

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5088/atlântica.v25i2.2299

ATLÂNTICA (RIO GRANDE), ISSN eletrônico: 2236-7586 / ISSN impresso: 0102-1656, Rio Grande/RS, Brasil