Sobre a relação TS na porção central do atlântico sudoeste: uma contribuição para o estudo da variabilidade oceânica no entorno da Cadeia Vitória-Trindade

Mathias Van Caspel, Mauricio Mata, Mauro Cirano

Resumo


O projeto MOVAR (Monitoramento da Variabilidade do Transporte de Calor entre o Rio de Janeiro-RJ e a Ilha da Trindade-ES) foi criado com intuito de estudar a circulação na região oceânica ao sul da Cadeia Submarina de Vitória-Trindade. A amostragem periódica na área é possível graças ao uso de navios de oportunidade para lançar batitermógrafos descartáveis (XBT). Para investigar os fluxos oceânicos de volume usando o método geostrófico com base nos dados mensurados, temperatura apenas, optou-se por utilizar uma metodologia baseada na correlação regional entre temperatura e salinidade (TS). Dentro deste contexto, foram obtidos e testados polinômios de ordem 1 a 10 que possibilitassem estimar a salinidade em função da temperatura. Para tal foram utilizados dados TS do WOD-05 (World Ocean Data Base 2005) e dos perfiladores ARGO disponíveis na região. Após uma seqüência de testes, os polinômios de primeira a quarta ordem foram descartados, sendo os demais utilizados para estimar o transporte ao longo de três seções. Os resultados obtidos com os polinômios foram muito semelhantes entre si, levando à escolha da equação mais simples, P5, para representar a relação TS da região. As estimativas de transporte foram satisfatórias e indicaram que o polinômio pode ser utilizado para este fim.

Palavras-chave


Temperatura, salinidade, circulação oceânica, XBT, Atlântico Sudoeste; temperature, salinity, ocean circulation, XBT, Southwest Atlantic

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5088/atlântica.v32i1.1556

ATLÂNTICA (RIO GRANDE), ISSN eletrônico: 2236-7586 / ISSN impresso: 0102-1656, Rio Grande/RS, Brasil