Chamada Dossiê: Educação Ambiental pós-colonial e comunidades tradicionais

2021-01-25

CHAMADA DOSSIÊ

Educação Ambiental pós-colonial e comunidades tradicionais

Organizador e Organizadora

Profº Fábio Pessoa Vieira - UFBA

Profª Marcileia Oliveira Bispo - UFT

 

Na atual conjuntura de degradação ambiental as comunidades tradicionais, que historicamente tiveram seus conhecimentos subjugados, possuem uma rede de saberes que implicam na conservação do ambiente. Assim, a proposta para este dossiê, é a construção de uma Educação Ambiental mais humana, vivida e que se realize com epistemologias consideradas subalternas pelo mundo moderno e não sobre estas epistemologias.

Esperam-se artigos que contemplem uma Educação Ambiental cuja base epistemológica seja a decolonialidade e o pós-colonialismo pensando as comunidades tradicionais como territórios que cotidianamente realizam múltiplas formas de relação do ser humano para com a natureza. Ao mesmo tempo aguardamos textos que tragam à tona a discussão de temas como: leitura de e com o outro na compreensão dos saberes das comunidades tradicionais; críticas à ideia de um desenvolvimento sustentável colonizador; conservação do ambiente e territorialização de comunidades tradicionais e  as experiências de Re-existências e Esperanças de uma práxis decolonial de Educação Ambiental, são o que almejamos para ampliarmos o debate na produção do conhecimento de uma Educação Ambiental que se queira múltipla e mais próxima das mais diversas experiências possíveis.

Cronograma:

25/01/2021 – Início da recepção de artigos

31/05/2021 – Prazo final para envio dos artigos

28/07/2021 – Publicação do Dossiê junto ao número 01/2021 da Ambiente & Educação