CHAMADA Dossiê “A Educação Ambiental em uma perspectiva da Oceanografia Socioambiental” - 2019/2

Este dossiê propõe reunir trabalhos de pesquisa/ensino/extensão que têm sido realizados nesse escopo e, a partir deles, discutir e definir melhor os marcos teórico-metodológicos utilizados de modo contribuir para o avanço e consolidação desta linha de pesquisa no Brasil.

Muitos pesquisadores das áreas clássicas da Oceanografia negam as humanidades na ciência oceanográfica. A partir da virada para o século XXI, diversos pesquisadores têm criado novas formas de fazer oceanografia dentro do marco do socioambientalismo. Esta Nova Oceanografia, ou Oceanografia Socioambiental, surge em oposição às áreas clássicas da Oceanografia criando campos de disputa em linhas de pesquisa já existentes e produzindo linhas de pesquisa próprias, como a História Oceanográfica, a Etnooceanografia e a Educação Ambiental Marinho-Costeira.

Uma vez a Oceanografia Socioambiental sendo reconhecida como um corte epistemológico da Oceanografia Clássica, a educação ambiental crítica, no âmbito marinho-costeiro, pode ser pensada como um campo do conhecimento que busca a compreensão dos fenômenos sociais intrínsecos aos processos do ambiente marinho e zonas de transição, especialmente relacionado aos conflitos entre a exploração e a conservação dos recursos do mar. Essa linha de pesquisa tem se caracterizado por processos de ensino-aprendizagem pautados pela aliança com os povos e comunidades tradicionais, na luta pela garantia dos direitos humanos, na formação de sujeitos históricos na vertente conservacionista de preservação da natureza marinho-costeira em ambientes escolares e não-escolares.

Informações importantes:

Data limite para submissão de artigos: 01 de setembro de 2019.
Publicação: Primeira quinzena de Dezembro/2019.
Normas para publicação: https://periodicos.furg.br/ambeduc/about/submissions#authorGuidelines

Organização do Dossiê

Profa. Dra. Lilian Melo
Prof. Dr. Gustavo G. M. Moura
Profa. Dra. Carina Catiana Foppa


Flag Counter